quinta-feira, 16 de janeiro de 2014

Tempestade


Tempestade

Qualquer porto
serve na tempestade
ao seu lado o conforto
deixa á deriva a saudade

no fundo dos seus olhos
vejo o imenso azul
uma cruzada de sonhos
do Norte ao Sul

no meio do cais
esperando sozinha
o azul do mar faz
sobre a luz do luar seja minha

estava escrito nas estrelas
pra sempre na primavera
no brilho delas
meu destino te espera.

Arthur Nett
13/01/2014