sexta-feira, 17 de julho de 2015

Clima


Clima

Cruzando o ano
sem sentir sua pele
as lagrimas um Oceano
e eu a deriva nele

já vi de tudo
só sua paixão é cessante
como o clima nos quatro cantos do Mundo
neste tempo uma paixão arcaizante

lembranças trazem a luz do dia
recordações me aquecem na noite fria
sua ausência uma lamina afiada que o meu peito partia
em mil pedaços alados em suas mãos aprazeria

a única constante
no meu sentimento
nos meus sonhos te sinto avante
você é o meu Sol de cada momento.

Arthur Nett
14/07/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário