domingo, 9 de julho de 2017

Juras Solenes



Juras Solenes

A noite tem seu limite
No brilho dela
preso ao requinte
algemado a ela

Raízes crescem
no coração profundo
corpos se consomem
no calor do Mundo

Além das Estrelas
no mesmo Céu
juras solenes
oriundas do prado meu

preciosa outrora
reses camada
purificada encontra
arnesada a amada.

Arthur Nett
07/07/2017

Nenhum comentário:

Postar um comentário