sexta-feira, 18 de setembro de 2015

Supremo Amor



Supremo Amor

O Sol some
a Lua desperta
o desejo se consome
o beijo conquista

solidão ausente
na paixão pura
encontrei presente
na sua ternura

mão vazia
sigilos com vigor
a alma anseia
supremo amor

vivamente a subida
sem medo algum
os caminhos da vida
até essa noite nos fizeram um.

Arthur Nett
26/08/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário