quinta-feira, 11 de fevereiro de 2016

Sem Fim


Sem Fim

Era só tédio
sem fim
não havia remédio
eficaz pra mim

que curasse essa dor
certa como o Sol Nascer
incerta como o amor
paixão errônea ao crescer

ao piscar da Lua
na sombra dos olhos do dia
brota intrépida e nua
nos cegando á luxuria

contando as estrelas
no fogo do seu peito
as noites mais belas
sobe o luar do encontro perfeito.

Arthur Nett
18/10/2015

Nenhum comentário:

Postar um comentário