segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Reino Invisível


Reino Invisível
Sapateando a Tromba d'água
a tempestade de gelo é a melodia
com anel de fumaça e olho d'água
palavras envoltas as nozes de macadâmia do dia

na floresta verdejante do camaleão
o elfo escreve ao pé do orvalho
em folhas de besouro que viram leão
as ondas se afogam na areia do assoalho

o fauno de olhos vendados
o pombo das rochas no nosso reino invisível
a chama queima com brilho os segredos
da fada de coração de cristal sensível

amanhece a ninhada da colina
o homem pássaro sai do ninho
ao ouvir o canto de menina
a saga de amor fora escrita em pergaminho
.

Arthur Nett
15/06/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário