sexta-feira, 4 de outubro de 2013

A Última Caçada



A Última Caçada

A última caçada
em montanhas brancas
crescia mais que a amada
o rigor mortis em tormentas

a vida se tornava
cada vez mais sombria
em cem gotas te amava
sua dor me aquecia

as estrelas caem
os astros estão mutilados
aos nossos pés se esvaem
seus destinos estão acabados

os corações partidos
nos amaldiçoam
desejam que no amanhecer sejamos ceifados
no veludo agora eles repousam.

Arthur Nett
20/09/2013





Nenhum comentário:

Postar um comentário