sexta-feira, 4 de outubro de 2013

Amanhecer



Amanhecer

Esperei o Céu mudar
até o amanhecer
naquela noite vi o coração amar
senti o amor aquecer

longe do ninho
flores na alma
deram a luz ao caminho
lábio com lábio, palma com palma

mais rápido que o vento
liberto como o alto Mar
nas asas do sentimento
o Sol do Inverno começa a brilhar

no chão de Estrelas
é onde penso no meu Lar
seu brilho ofusca o delas
peito febril intrépido a amar.

Arthur Nett
04/10/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário