quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Lagos Cristalinos


Lagos Cristalinos


No primeiro dia de outono
flores açucaram o cinto
seu princípio é o pinho sereno
com folhas que caem no que sinto

o teto mais alto do orvalho
guarda o conto de fadas do dia
a ovelha dorme na sombra do orvalho
paixão da noite no amor do dia

o tempo livre nas asas da águia
pestilo na grade da cela
a laca no caminho me guia
por lagos cristalinos até a flor bela

madeira envelhecida no marfim
o céu iluminado com a névoa
o frio da noite te trouxe pra mim
raízes de tulipas enterram sua mágoa.


Arthur Nett
30/07/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário