sexta-feira, 3 de outubro de 2014

Ramos do Destino



Ramos do Destino

Sua alma pura
cavalga o sentimento mais raro
a noite mais escura
doma o dia mais claro

a paixão fascina
o amor cresce
no calor da colina
onde nada nasce

finalmente nos encontramos
sobre o árido terreno
cobertos pelo luar nos beijamos
enraizados nos ramos do destino

dando um fim
à procura por ela
encanto do jardim
uma flor floresce bela.

Arthur Nett
15/09/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário