terça-feira, 19 de março de 2013

Águas Intrépidas




Águas Intrépidas

Águas intrépidas
imortalizam suas pegadas
crivadas nas minhas sete vidas
os anos passam e continuamos de mãos dadas

eu vejo o extremo norte
lembro-me da Lua como uma ilha
que brilhou forte
sendo a ascendente da nossa trilha

somos um do outro
como a Lua pertence ao Céu
e o seu encontro
faz do luar tão seu

os tempos se parecem
como o vento e a chuva
descendentes dos anjos que reconhecem
meus lábios a taça os seus a uva.

Arthur Nett
04/03/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário