segunda-feira, 18 de março de 2013

Crivo



Crivo

Estou vivo
com veneno correndo nas veias
sou o crivo
no pinho das sereias

cada pirata
conhece a minha fome
pelo ouro não mata
a noite nunca dorme

apenas bebo o néctar
me veem de longe
no cair da noite começo a matar
sou conhecido até hoje

não possuo cabelos grisalhos
só vejo descaminhos
onde corsários encontram seus caminhos
e seres imortais fizeram seus ninhos.

Arthur Nett
03/03/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário