sábado, 1 de fevereiro de 2014

Fronteira do Coração



Fronteira do Coração

Eu me perdi
pra te buscar
não vivi
ate te encontrar

as estações vem
os dias vão
nada além
da fronteira do coração

cruzada pelo desejo
numa noite solitária
o fogo do beijo
aquece o orvalho da solidão diária


 começou como um sonho
algo inimaginável
a frente do olho
desperto pelo inevitável


Arthur Nett
29/01/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário