sexta-feira, 17 de agosto de 2012

Vampira de Alma






Vampira de Alma

Meu primeiro amor
por uma vampira de alma
começa no perfume da dor
o cheiro do sofrimento me acalma

a eternidade é o nosso Lar
sinto o seu  cheiro no tempo
que passa tentando me matar
estarei sempre vivo como o vento

as minhas lágrimas correm o seu rosto
seu sangue escreve a minha lenda
no livro do Inferno descrevo o seu gosto
ao ver as garras do Diabo se renda

somos filhos do Dragão vermelho
que bebe o sangue eterno
que não aparece no espelho
e governa a escuridão do Inferno.

Arthur Nett
08/08/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário