quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Híbrido




Híbrido

Num Mundo Inabitado
vive um ser híbrido
com a floresta crespada por todo lado
onde o amor é infindo

minhas tranças são a fonte
onde você minha bela dama
bebe a juventude do monte
as nuvens são a nossa cama

o assobio dos pássaros é vital
para sentir a alvorada
tudo na floresta se torna celestial
toco seus lábios minha amada

o aroma das flores
são as nossas cobertas
aquecendo os amores
cruzando os seixos dos rios pelas florestas.

Arthur Nett
19/10/2012


Nenhum comentário:

Postar um comentário