quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Erupção de Folhas


Erupção de Folhas


Os dias passarão a prova de balas
o auge da noite será eu e você
pise fundo solte o sinto e faça as malas
sinta a química da viagem de eu em você

quando dormir te acho no sonho
estou sentado no meio do nada
na erupção de folhas da história sozinho
munido de amor por você minha amada

armado com a última lua
seus olhos vierão das estrelas
sua alma pura sua pele crua
são a apetite dos meus lábios a luz de velas

nosso romance é um livro sem final
juntos seremos jovens pra sempre
o enredo dos nossos beijos é vital
broto uma orquídea no seu ventre.


Arthur Nett
08/04/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário