quinta-feira, 16 de fevereiro de 2012

Livros do Luar


Livros do Luar

Nos livros do luar escrevo com limão nossa epopeia
para ser lida na escuridão a luz das chamas das páginas
de sonhos realizados que só a luz clareia
encerrando com o arpão num estágio de ruínas

lobos uivando na minha alma fazem parte
do cataplasma do amanhecer ao seu lado
em você tenho amor,pão e arte
clássicos beijos de um amor demorado

sirvo as hordas das taças do seu orgulho
chupo a laranja que você descascou
escapo diante dos olhos sem barulho
se culpa e tenta fingir que nunca amou

gula da noite , luxúria do dia
sempre haverá lugar no meu coração
frio ou quente só eu te compreendia
seus lábios de fada sempre desejarão.

Arthur Nett

02/04/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário