domingo, 12 de fevereiro de 2012

Mulher da PolÍcia




Mulher da Polícia
Mãos macias na mulher da polícia
confio nos instintos da algema
sua cinta - liga prende a minha delícia
num tiroteio de beijos no bandido de cinema

crimes voltando pelo mesmo caminho
fogo cruzado nas armas de festim
na sua cela nunca fico sozinho
tenho seu uniforme no meu festim

afogado nos laços da inocência
coberto de palha o carro em chama
sua perseguição a minha evidência
mergulha na prova de fogo na cama

Jesse James nas últimas cartas
penitenciado no calibre da pena
sou o suspeito das alianças fartas
enquadrando você na minha cena
.

Arthur Nett 04/08/2011


Nenhum comentário:

Postar um comentário