segunda-feira, 3 de junho de 2013

Matar Muitos




Matar Muitos

Viverá na Terra
cobertos pelo seu calor
sobre os olhos da vitima que berra
nos alimentaremos do seu sangue e dor

jamais caminharemos no Sol
seremos abraçados pela escuridão
o calor do sangue nos sustentou
fez bater forte o seu coração

sempre será tão tarde
que já será cedo
a vida arde
e a morte tem medo

iremos matar muitos
para salvar poucos
haverá uma sinfonia de gritos
e vampiros livres como loucos.

Arthur Nett
25/02/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário