domingo, 15 de junho de 2014

Grotesco


Grotesco

As esperanças se vão
uivam sedentas por sangue
grotesco coração
onde seca o sangue

entoando uma canção
que desperta o monstro do monte
as rodovias de lagrimas passam
ficam onde será a fonte

de velas que arranham
o meu sombrio caminho
muitas almas me acompanham
mil braços e mesmo assim sou sozinho

machuca a solidão
no quinto grau do inferno
me sinto na sua mão
mesmo sendo eterno.

Arthur Nett
27/03/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário