terça-feira, 10 de junho de 2014

Olho de Esmeralda



Olho de Esmeralda
Numa estrada vazia
o ar frio ganha vida
aquecendo a distancia
entre a chegada e a partida

um pouco mais
mantem quente
um anjo uma imperatriz
seu olho de esmeralda me sente

a distancia tem fim
cada momento
caloroso assim
queimando a luz do pensamento

um perfume ao outro
arde em desejo
cada encontro
na faísca do beijo.

Arthur Nett
28/05/2014

2 comentários:

  1. Lindo sua poesia, Arthur!!
    Também tenho um blog de poesias: www.girassol-doce.blogspot.com depois me fala se gostou? :)

    Beijos, e um ótimo dia.

    www.noivadoedgar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Valeu obrigado gostei sim escreve bem
    depois te sigo bju

    ResponderExcluir