terça-feira, 3 de junho de 2014

Olhar Machuca



Olhar Machuca

O perfeito final
retornou e desapareceu
elo franco artificial
correntes do meu eu

olhar machuca
e susta de pronto
desprende o tempo caduca
detendo nossos corpos de perto

sopra o vento
folego extenuado
seria pouco tempo
a eternidade ao seu lado

magnânimo o espirito
clareava ao acolher-se
no Sol e seu pranto
repastando a prostrar- se.

Arthur Nett
20/05/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário