terça-feira, 3 de junho de 2014

Panos



Panos

Pela ultima vez panos
confortaram os quatro cantos
da floresta onde Elfos ciganos
veem fadas nas estrelas soltarem seus encantos

no céu noturno
meu coração se perdeu
cacho diurno
o brilho na arvore me concedeu

a luz do Sol honrou
centenas de faunos caminho bravo
uma linhagem de anjos começou
abrindo o coração pra o amor novo

andando no nada
encontrei tudo
severa a amada
me acompanha pelo Mundo.

Arthur Nett
15/05/2014

Nenhum comentário:

Postar um comentário