sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Alado do Mar






Alado do Mar

Um visitante alado do Mar
uma criatura jamais vista hoje
nascido para beber sangue e matar
contam sua lenda os que o viram de longe

a proximidade seria um precipício
que derrubou os homens de bravura
sentiu seus medos desde o principio
sua pele resiste como armadura

eles se reúnem pra rezar
para os mais vários deuses
viram um banquete pra alimentar
o imortal que limpa as presas com cruzes

enxagua os lábios com agua benta
nada pode matar um ser eterno
de coração frio e alma sedenta
por beber sangue e proclamar o Inferno.

Arthur Nett
01/10/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário