domingo, 21 de outubro de 2012

Cabeludo Eterno




Cabeludo Eterno

Cada cabeludo é genuíno
como o inicio da primavera
seja ele homem, rapaz ou menino
são a origem da nossa era

dos longos dias de inverno
escrevendo nas estradas do vento
todo cabeludo será eterno
na beira do horizonte do nosso tempo

mil faces e um único com cabelos compridos
misterioso como o Outono e seus segredos
solitários na estrada onde foram escondidos
os amores que escaparão pelos dedos

nem os olhos podem ver o tamanho da liberdade
dos cabelos soltos na brisa do Verão
o Sol brilha mostrando o Rio sem fim da saudade
das longas madeixas navegando no seu coração.

Arthur Nett 12/09/2012.



Nenhum comentário:

Postar um comentário