quinta-feira, 4 de outubro de 2012

Cem Corações




Cem Corações

A noite é apenas um mistério
que ao longo eu não revelo
apenas observo do cemitério
seu caminhar e o seu belo cabelo

o salto alto e o lábio vermelho
pele alva que me fascina
não apareço no espelho
te pego no colo minha menina

no jazigo são encontrados
meu corpo e a vítima
estamos acabados
e famintos pela última

gota de sangue grosso
eles caminham como presas sem corações
não imaginam tudo que posso
voltamos a vida embebidos em cem corações.

Arthur Nett
26/09/2012


Nenhum comentário:

Postar um comentário