segunda-feira, 1 de outubro de 2012

Sou Mal




Sou Mal

O Sol matando
de maneira vil
e o pássaro cantando
brilhando no vinil

a luz é o toque de recolher
cerro a mandíbula escondido
você é um anjo de mulher
e eu um vampiro de marido

uma ponte madrigal
entre o bem e o mal
você é doce e celestial
eu sou mal com uma alma infernal

o sangue é a água de origem
do único que guardava
meus pecados e imagem
vivemos no solo onde Deus cava.

Arthur Nett
24/09/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário