sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Chuva Torrencial




Chuva Torrencial

Você é a minha
paixão que desconhecia
onde a brisa caminha
sinto sua pele macia

tão forte como a natureza
a paixão adormecida
nos braços da nobreza
passeando pela vida

o solo cinza revela
altos e baixos da exploração
no reflexo do céu eu e ela
espelhados no coração

vejo a sua imagem
e sinto o beijo na chuva torrencial
um amor selvagem
intrépido e vital.

Arthur Nett
02/10/2012


Nenhum comentário:

Postar um comentário