quinta-feira, 21 de fevereiro de 2013

Despertará o Sangue




Despertará o Sangue

Quando ela for morrer
quero estar nos moinhos de vento
começarei a correr
para o mais profundo sentimento

ouro maciço o batimento
acordando o coração certo
acorrentado no cimento
a eternidade é o campo aberto

o Sangue jorra
no campo de centeio
não corra apenas morra
sinta parar de bater abaixo do seio

você em horas ira despertará
para a vida eterna
na morte acordará
na escuridão materna.

Arthur Nett
12/02/2013

Facebook
https://www.facebook.com/arthur.nett

Nenhum comentário:

Postar um comentário