quarta-feira, 13 de fevereiro de 2013

Rota da Morte




Rota da Morte

As chuvas me molham
lavando meus pecados sobre você
todos me olham
mais só você me vê

pela última vez
olhe nos meus olhos
como na primeira vez
no breu do sonhos

ano após ano vivendo
do seu néctar
todo dia morrendo
e a noite vive ao me amar

o sangue novo segue a migração
do leste ao norte
vivo do seu coração
seguindo a rota da morte.

Arthur Nett
04/02/2013


Facebook

http://www.facebook.com/arthur.nett?fref=ts

Nenhum comentário:

Postar um comentário