quarta-feira, 23 de maio de 2012

Banho de Luz




Banho de Luz


Encerrado apenas o primeiro beijo apenas
tonificando todas a estações frio ou quente
o Universo do seu beijo dura infinitas semanas
vento solar do seu calor inconsequente


sinta a outra dimensão da marca de giz
do meu blazer prêt-à-porter sem gravata
lhe dou o vestido alta costura que sempre quis
com você nos braços sou um magnata


no celeiro das nuvens vejo o olho mágico
nos juntos somos um planeta em órbita
do Cosmus da alta frequência e trágico
nossos peitos colados onde ninguém mais habita


o holofote dos seus olhos iluminam Mércurio
nosso beijo revigorante aquece Saturno
me perder em você é o perigo do meu colírio
tomamos banho de luz só de coturno.




Arthur Nett
21/04/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário