quarta-feira, 18 de julho de 2012

Noites Brancas



Noites Brancas

Subiram a colina
sobre o céu noturno
em noites brancas como menina
amanhece o amor eterno

olho nos olhos da semente
que foi plantada no seu coração
com raízes no que sente
meu beijo é o seu grão

na noite o raio sincero
fluoresce a paixão
o dia todo te espero
com versos do luar no coração

voa longe a estrela
na luz do Sol pura
você é bela
possui maciez e ternura.

Arthur Nett
31/01/2012

Um comentário: