terça-feira, 31 de julho de 2012

Morremos Jovens




Morremos Jovens


Olhe para átras
e veja mil anos
que passaram zástras
como o sangue dentro de nós


morremos jovens para
vivermos na história
o vampiro contará
com caninos a nossa glória


estarei ao seu lado
até que a vida nos separe
vemos o sol acabado
até que a luz pare


a escuridão é a liberdade
o sangue é a união
o dia é a saudade
do teu sangue no meu coração.


Arthur Nett
17/06/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário