sexta-feira, 27 de julho de 2012

O Encanto da Escuridão




O Encanto da Escuridão

Me acorde quando o Sol morrer
estarei envolto ao doce veludo
na câmara mortuária do crescer
afagando o fogo do seu cabelo

somos livres como o vento
bem alto longe do chão
nossa existência será eterna como o tempo
que houver o encanto da escuridão

para sempre no coração
das mais profundas trevas
onde o cobertor de lama cobre a solidão
e as raizes dos pecados são as ervas

eu sei o que sente
quando vê o sangue jorrar
assim como a fé mente
a sua inocência irá sangrar.

Arthur Nett
25/04/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário