terça-feira, 24 de julho de 2012

Tempo de Vida






Tempo de Vida

Quando o amor cego
for o amor verdadeiro
a paixão será o folego
do nosso desejo primeiro

mais uma página será
escrita em segredo
cada palavra crescerá
livre sem nenhum medo

cada ano será um capítulo
cada beijo um começo
sem pensar no título
esquecendo o preço

o tempo da vida virá milhares
de páginas do tempo
onde o dilúvio de olhares
pertence ao vento.

Artrhur Nett
01/05/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário