terça-feira, 24 de julho de 2012

Viveremos para Sempre



Viveremos para Sempre

Viveremos para sempre
na paz de espírito
no sangue do ventre
que vive no grito

desejos oriundos de debaixo da lama
onde a morte é negra e a vida é vermelha
no veludo mais macio é a nossa cama
só o destino do medo nos espelha

nada mais é sagrado
desaparecem as nuvens na escuridão
sempre estarei ao seu lado
pois salvei as lágrimas do seu coração

da morte que será fiel
nas gotas de sangue da eternidade
maculando nossa alma do inferno ao Céu
entre a cruelade e a maldade.

Arthur Nett
01/05/2012

Nenhum comentário:

Postar um comentário