quarta-feira, 6 de junho de 2012

Arredores de Paris



Arredores de Paris
A jarra de magnólias regadas pela colher
plantada nos arredores de Paris
uniforme de dama no aroma de mulher
beijos escondidos no baile de flor de lís

pétalas banhando o telhado da casa antiga
num eclipse de perfume na luz da magnólia
meu acorde secreto na sua cantiga
minha aria no verso da sua história

passagem subterrânea de flor
cavalina com calda de caramelo
minha terra exposta brotando o seu amor
nas fragrâncias de seu cabelo belo

trezentas flores em Berlim
tendem a fluorescer a melodia
sou o bardo do seu jardim
e você é a flor do meu dia.

Arthur Nett
31/07/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário