terça-feira, 12 de junho de 2012

Nativos da Escuridão




Nativos da Escuridão

Para os nativos da escuridão
o Paraíso seria o verdadeiro inferno
desarmam a fé e elegem os líderes da destruição
descascam os pais fornidos de leite materno

frutos obcenos nascem no silêncio que grita
árvores negras nativas crescem condenando a presa
o senhorio sombrio manipula o leilão que alimenta
vícios superficiais de demonios que você despreza

cilada da caverna sem marquise
ferida a fuzelagem do que era segredo
feras esperando na fila da crise
sete dias para o bem ser disimado

a pira funerária cospe fogo
o demônio segue o pêndulo do Caos
imersos na lama desde o Império Grego
anáguas da guerra entre o bem e Caos.

Arthur Nett
30/03/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário