quinta-feira, 14 de junho de 2012

Oasis de Beijos




Oasis de Beijos

Algumas ervas do Deserto
no esplendor viram flor
seu calor por perto
é o sol da manhã do nosso amor

raios de sol acordando a areia
dunas com ninhos no fundo do Mar
sou o Mar e você é a Sereia
voçê é o doce calor de amar

numa umidade de quarenta graus
o mar de gente na sombra do cacto
sua escada são as dunas dos meus degraus
nosso Oasis de beijos no pacto

dínamo de ladrões de ossos
tempestade de areia no sarcófago
amor de pirâmides em amores como os nossos
beijos encalorados tirando o fôlego.

Arthur Nett
02/08/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário