domingo, 6 de novembro de 2011

Ninho de Amor




Ninho de Amor


O labirinto da natureza em estradas de barro
nenhum segundo recita o caminho
ao cair das folhas de outono lhe agarro
nos seus atalhos nunca sigo sozinho

o tronco é o esconderijo da flor
sentindo os passos no solo
te achando no ninho de amor
prova a doce maçã do meu colo

a natureza é uma obra de arte
trilhando as peças do joalheiro
suas pétalas são parte
do meu sonho inteiro

o cartão postal vai além
na gentileza do vento
soprando no destino o seu bem
sentindo no caminho do encantamento.


Arthur Nett
28/08/2011

Um comentário:

  1. Perfeito; estou completamente sem palavras, até porque qualquer palavra limitaria tamanha criatividade que não há fim, tanta criatividade que me entusiasma ;D

    ResponderExcluir