domingo, 20 de novembro de 2011

Troll Vermelho




Troll Vermelho



O espelho d'água é o rei do trono
alvorada da lua cheia na árvore
do seu amor sou o patrono
seu corpo de seda na paixão de mármore

no gramado do mundo das fadas
paixão plantada pelo troll vermelho
corações de arcos em lábios de flexas dadas
no interior do seu diário são o meu espelho

terra prometida na mordida da floresta
nossos caminhos esmaltados pelo duende
encantos de diamante em cascata
minha liberdade majestosa te prende

fada madrinha no ponto sul á mercê
da linha da tarde no piscar do unicórnio
o arco-íris brilhante para eu e você
nossos corações banhados pela constelação de Capricórnio.


Arthur Nett
04/08/2011

Nenhum comentário:

Postar um comentário