terça-feira, 5 de novembro de 2013

5000 Mil Anos



5000 Anos

Eu ia nascendo
sentido o gosto
o sangue jorrando
não enxergava o rosto

por uma vida
esperando a morte
fincando a presa toda
sentindo o sangue forte

me deixa blindado
o outono passou
o inverno havia começado
ao longo dos anos o homem se acabou

uma noite a morte chegará
ela vem soberana caminha
pela trilha onde a vida se acabará
por cinco mil anos a sociedade será minha.

Arthur Nett
25/10/2013

Nenhum comentário:

Postar um comentário