domingo, 10 de novembro de 2013

Reside o Amor



Reside o Amor

No calor do desejo
apenas me deito
sinto o seu beijo
no calor do seu peito

reside o amor
livre pra voar
ao redor
sobre os astros amar

o tempo é uma nuvem de poeira
levado a cada afago
você é a primeira
a perpetuar o meu amago

esta no azul celeste alojada
voa no meu coração
nossa paixão inacabada
em destinos que se cruzam.

Arthur Nett
30/10/2013


Nenhum comentário:

Postar um comentário